in ,

Homeschooling no Brasil está mais Perto do que Longe

E qual sua opinião sobre isso?

Quando eu era mais nova me encantaria essa ideia de estudar de casa. 

Contudo, existem algumas controvérsias a respeito de educar as crianças de casa como, por exemplo, a questão da socialização. 

O fato é que hoje, no Brasil, essa realidade está mais perto do que longe. 

No dia 19 de maio de 2022 a Câmara aprovou um projeto de Homeschooling aqui no Brasil. 

Mas isso não significa que agora seu filho pode estudar regularmente em casa. 

O projeto tem que passar pelo Senado antes de ir para sanção presidencial. 

E não vai passar sem resistência. 

O que é Homeschooling 

A palavra em inglês significa estudo em casa, e, basicamente implica em ter um adulto conduzindo os estudos da criança no próprio lar dessa criança. 

Ou seja, os pais estão exercendo o direito de educação domiciliar, eles mesmo ensinando a criança ou contratando alguém para isso. 

Na maioria das vezes são os pais que se responsabilizam pelo ensino dessa criança, ou seja, atuando como professores. 

Para que isso aconteça no Brasil, conforme esse projeto de lei, o responsável deverá comprovar que tem ensino superior ou educação profissional tecnológica. 

Mas existe uma regra de transição nos dois primeiros anos de implementação onde o genitor que ainda estuda poderá comprovar que está estudando o ensino superior todo ano. 

O responsável por ensinar a criança deverá pleitear a decisão de homeschooling na instituição de ensino e matricular o aluno todo ano. 

Além disso, o aluno terá que fazer as provas regulares e os responsáveis têm que  enviar relatórios trimestrais de que estão seguindo as bases curriculares. 

Existe uma preocupação no projeto com relação às credenciais de quem vai educar a criança. 

Dessa forma, os tutores têm que apresentar certidão criminal negativa e não ter sido condenados por tráfico de drogas, crimes hediondos, violência doméstica ou os previstos no Estatuto da Criança e Adolescente. 

Segundo a proposta as instituições educacionais, ou seja, escolas, também terão algum docente responsável por esse acompanhamento. 

E será feito através de reuniões semestrais com os pais ou responsáveis legais para compartilhar experiências. 

Como os pais também podem contratar alguém para fazer o Homeschooling, nessa ocasião esse profissional também será convidado para essas reuniões. 

Esse docente responsável, tutor da escola, deverá observar também a questão da socialização em família e comunidade. 

Também há a previsão do que acontece se o estudante reprovar duas vezes seguidas ou três alternadas. 

Nesse caso, o estudante deverá frequentar a escola e os pais perderão o direito ao ensino domiciliar.

 

Quais são as desvantagens do homeschooling?

A grande controvérsia do Homeschooling tem sido a socialização e parte cívica. 

Se questiona se crianças que são educadas em casa não terão acesso a diversidade que o convívio com outras crianças proporciona. 

Uma criança estudando em Homeschooling, segundo acreditam, estaria mais propensa a estar afastadas das questões cívicas e de diversidade, no convívio com outras situações e circunstâncias de vida. 

Também outra grande preocupação é a formação de uma bolha ao redor da criança, que poderá conviver e ser doutrinada a uma visão de mundo limitada. 

Mas também existem muitos pais advogando pelo Homeschooling pela maior liberdade em instruir e aprender fora outros benefícios como maior atenção a criança e suas necessidades.

Em um país que a educação formal é questionável e repleta de exigências, também questionam a qualidade da socialização e da educação. 

Para quem advoga pelo Homeschooling, afirma que em um ambiente doméstico as crianças poderão ter mais flexibilidade de horário e desenvolver seus talentos únicos aprimorando seus resultados e economizando recursos. 

No caso do Brasil, caso haja aprovação da lei, as crianças ainda terão que seguir a base curricular de disciplinas, o que em si só já é muito o que estudar! 

Com todas essas discussões a respeito do homeschooling, do ensino doméstico, o que você tem pensado à respeito? 

Você vê mais vantagens ou desvantagens? 

De onde surgiu o Homeschooling 

O Homeschooling está presente em mais de 60 países mas teve seu movimento moderno na década de 70 com John Holt. 

O americano era um teórico educacional, defensor de uma reforma escolar. 

Ele argumentava que a escola apresentava um formato de educação apenas criado para formar funcionários complacentes em um ambiente opressivo. 

Passou a propagar que os pais educassem seus filhos em casa. 

Acrescentando a essa voz, Raymond Moore também argumento que a escolarização precoce era prejudicial a crianças de até nove anos pois não prova suporte educacional e psicológico adequado. 

Vários estados americanos tinham regulamentos variados, uns mais liberais do que outros quanto a quem poderia educar e como seria a prestação de contas e de currículo. 

Para alguns estados era preciso plano de aula e licença de ensino para fazer isso, já em outros era completamente livre. 

A visão antagônica quanto ao papel da escola em criar cidadãos obedientes e sua dar o suporte necessário para o desenvolvimento de talentos e habilidades de cada criança ainda hoje cria debates. 

O que você pensa sobre o Homeschooling? É a favor ou contra? 

Eu, particularmente, acredito ser mais um avanço ao invés de retrocesso. 

Uma opção ao ensino regular e uma oportunidade para que crianças, como meu sobrinho, possam desenvolver suas habilidades num ambiente propulsor. 

Já tive experiência em sala de aula e sei como é desafiador para o professor atender todos os alunos no ritmo de cada um. 

E que a questão de inclusão social é linda no papel, mas na prática envolve uma série de problemas como estafa e sobrecarga do professor e dificuldade em conduzir a sala de aula e demandas de cada família.  

Além do mais, uma criança em homeschooling pode acompanhar a família quando viaja e ter outras experiências que a sala de aula não proporciona. 

Analise o tempo que você tem e quanto avança estudando sozinho quando compara ao estudo em sala de aula com pausas, discussões, atrasos, trânsito e papo furado. 

Socializar é maravilhoso quando o ambiente é voltado para algo específico como jogar um jogo que a criança gosta. 

Agora forçar uma socialização, como muitas vezes é o que acontece nas escolas, pode é ter o efeito contrário, ferir e afastar ao invés de tornar a criança mais apta ao convívio. 

A socialização, a meu ver não é promovida pela força. 

Todos somos seres sociais e vamos procurar socializar conforme nosso interesse e inclinação ao termos oportunidade para isso, e não só com pessoas da mesma idade. 

Independentemente do que relatem à respeito do Homeschooling, a questão que para mim é bem evidente é que as crianças poderiam desenvolver suas aptidões naturais com muito mais facilidade e socializar em vários outros espaços. 

Meu sobrinho, por exemplo, aprendeu a ler com 4 anos em casa em poucos meses, coisa que na creche não se fez e nem faria já que a idade de alfabetização é de 6-7 anos.

E quanto a você, o que você pensa sobre o Homeschooling, ensino domiciliar?

What do you think?

925 Points
Upvote Downvote

Written by Aline Castiel

Criadora de Conteúdo e coach de Mentalidade de Sucesso que adora aprender mais sobre a vida e diversos tópicos, experimentando novos conhecimentos e compartilhando com o maior número de pessoas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

Panqueca Caseira Fácil

Gestação da 21ª semana a 24ª semana